Operação Brasil
  • Ícone de App de Facebook
  • Vimeo Long Shadow
  • Twitter Long Shadow
  • Ícone de App do Google +
  • Pinterest clássico
  • Ícone do App Instagram

 

       OPERAÇÃO

       BRASIL

 

 

O ataque alemão que mudou o curso da Segunda Guerra Mundial

"Durante anos, a ação solitária de uma alemão ávido de sangue no comando de um submarino foi confundida com uma demencial ordem de Adolf Hitler. Isso tudo está ampliado e detalhado no magnífico livro do historiador militar Durval Lourenço Pereira."

Clipping 

"Por muito tempo, eu supus saber tudo sobre a participação brasileira na Segunda Grande Guerra, porém, não poderia estar mais enganado. Ao ler Operação Brasil, percebi que o que eu tinha aprendido na escola era incrivelmente raso e alguns detalhes nem eram totalmente corretos. Não estou exagerando ao dizer que esse livro mudou a minha forma de enxergar o evento e, também, o Estado Novo."

"Com novos dados, principalmente o diário de bordo do comandante do U-507 Harro Schacht, o historiador brasileiro também encerra com mais de sete décadas de mistérios sobre os torpedeamentos de navios na costa brasileira." 

"Durval Lourenço Pereira contribuiu para uma visão mais clara do envolvimento brasileiro na Segunda Guerra, em um trabalho vastamente embasado, que envolveu documentos inéditos e pesquisa original. (...) "Operação Brasil" é um livro que, em vez de reciclar trechos de outras obras e apresentar um trabalho do tipo "colcha de retalhos" como algo novo, consegue trazer de fato informações, descobertas e análises valiosas sobre os processos políticos e estratégicos da Era Vargas."

César Campiani Maximiano

"Como nota o autor, a literatura de guerra sempre foi pródiga em comentários e descrições sobre os navios brasileiros torpedeados, mas sempre lhe faltou uma visão multilateral dos acontecimentos, lacuna que ele ajuda a preenceher com sua pesquisa internacional"

"O Submarino Insubordinado - O tédio de um comandante nazista fez o Brasil entrar na luta contra o Eixo"

"Em agosto de 1942, um capitão de corveta alemão entediado e vaidoso afundou seis navios brasileiros e matou 607 pessoas. A ação de um homem só levou o Brasil à guerra."

Dossiê Superinteressante "Nazismo no Brasil" - outubro de 2107

"Relativismo contemporâneo é hábil na negação de verdades, diz tenente-coronel"

"Guerra submarina no litoral brasileiro"

"Ousadia nazista"

"Não sei nem por onde começar essa resenha. Acho que vou começar elogiando o autor: Pereira está de parabéns com sua pesquisa e sua inovação na historiografia naval e militar com sua hipótese (que já tenho como teoria, provada) de que foi o indivíduo do comandante do U-507, Harro Schacht, o responsável pela entrada do Brasil na guerra e talvez da virada da própria guerra contra o Eixo."

"Although the Vargas government had been negotiating with the United States since 1939 over the creation of American air and naval bases in Brazil to confront the Axis threat, war came to Brazil as a result of German submarine attacks on Brazilian shipping. Pereira’s book is the single best study of the attacks and is based on spectacular archival research in Brazil, the United States, and Germany."

Durval Lourenço Pereira, Operação Brasil: O Ataque Alemão que mudou o curso da Segunda Guerra Mundial (São Paulo: Editora Contexto, 2015) [CDD-940.5381]

By far this is the best study of the German submarine attacks on Brazilian shipping that took Brazil into World War II in August 1942. Wisely the author was not content with the standard Brazilian and American archival sources. His use of the German records allowed him to tell a different, more detailed account. It was thought that the sinkings off the coast of Northeast Brazil were the work of a pack of subs. It turns out that there was one lone sub, U-507. This very well written study is carefully researched and takes readers into the internal debates of the Brazilian authorities as to how to react. It supersedes all previous studies of Brazil’s entry into the war. Don’t miss this book. (fdm)"

                                                                                                                  Frank D. McCann, Jr.

mccann.jpg